Oftalmologia

O Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo, com seus 127 anos, orgulha-se de ser o serviço especializado pioneiro e formador das bases da oftalmologia paulistana e brasileira.

Conforme registro encontrado no “Livro de Actas no 6”, da Santa Casa de São Paulo, a mesa administrativa instituiu em 13 de setembro de 1885 o serviço de Moléstia de Olhos, tendo como seu primeiro chefe o médico dinamarquês Peter Adolph Rostgaard Bruun Gad. Desde então, nomes ilustres e conhecidos como Ataliba Florence, Eusébio de Queirós Mattoso, Pedro Pires Pontual de Petrolina, João Paulo da Cruz Britto (que posteriormente dirigiria o Departamento de Oftalmologia da USP), José Pereira Gomes, Moacyr E. Álvaro (que dirigiria o Departamento de Oftalmologia da Escola Paulista de Medicina, hoje UNIFESP), Cyro de Rezende (que dirigiria o Departamento de Oftalmologia da USP-Ribeirão Preto), Durval Prado, Paulo Braga de Magalhães, e outros estelares passariam por seus corredores e enfermarias.

Hoje, oferecendo serviço de ponta equilibrado entre atendimento, ensino e pesquisa, o Departamento de Oftalmologia destaca-se como um dos mais importantes da América Latina, com corpo docente qualificado e formado por Professores Doutores, Mestres e Médicos de destaque na oftalmologia nacional e internacional. Eles formam anualmente 15 residentes especialistas, provenientes de vários Estados do Brasil, cumprindo seu papel de gerador e difusor de conhecimentos na especialidade.

Presta atendimento clínico e cirúrgico nas múltiplas subespecialidades como Córnea e Doenças Externas, Transplante de Córnea, Catarata do adulto e criança, Retina, Glaucoma, Cirurgia Refrativa, Visão Subnormal, Estrabismo, Lentes de Contato, Refração, entre outros.

É referência nacional em urgências oculares e atendimento de pessoas com baixa visão.

Seu atual diretor é o Prof. Dr. José Ricardo de Abreu Reggi, ex-aluno da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo e ex-residente do serviço, com titulação e doutorado pela USP.